TRATACORK

Como empresa de I+D+i dedica a maior parte da sua atividade a tarefas de investigação, que financia com contribuições próprias, subvenções e contratos com empresas interessadas com quem colabora.

Entre os projetos que desenvolve atualmente, por iniciativa própria ou em colaboração com outras empresas encontram-se:

Desenvolvimento da tecnologia TD-V: Construção de uma instalação para a limpeza de tiras e placas de cortiça

O sucesso e a eficácia da tecnologia TD-V estão intimamente ligados às instalações onde se leva a cabo o processo. A conceção das mesmas é um fator crítico, de tal forma que uma má conceção pode conduzir a um tratamento desigual da cortiça e a um aparente fracasso da tecnologia.

Por isso a aplicação da TD-V nos diversos formatos da cortiça: grão, discos, rolhas, tiras, placas, etc., apresenta desafios distintos e requer soluções também elas diferentes. A TRATACORK solucionou estes problemas para o tratamento do grão, rolhas e discos.

Com este projeto aborda-se o design e construção das instalações para tiras e placas.

Tratamento integral da cortiça para a erradicação do TCA

A erradicação do TCA das rolhas é um dos desafios mais importantes que desde há bastantes anos a indústria da cortiça tem apresentado. A maioria dos métodos existentes são pouco eficazes e outros são de aplicação duvidosa, pois causam alterações significativas nas características e propriedades da cortiça.

Uma possível estratégia passa por atuar ao longo dos processos da manufatura da cortiça, desde que esta é arrancada do sobreiro, até à sua transformação em rolha.

O projeto estuda pormenorizadamente todos esses processos e analisa a oportunidade e conveniência de intercalar entre eles algumas etapas de descontaminação. O objetivo é reduzir progressivamente os níveis de TCA da cortiça, de tal forma que chegado o momento de ser transformada em rolha, esta se encontre já livre de TCA.

Estudo da contaminação nas rolhas técnicas, ou aglomeradas

Estudos recentes evidenciam que muitos dos vinhos fechados com rolhas técnicas (aglomerados), contêm substâncias que alteram as propriedades organoléticas do vinho, e contudo são substâncias que não se encontram na cortiça. Isso confirma a existência de uma contaminação cruzada. Esta pode ter a sua origem no processo de fabricação da rolha, nas colas e outros componentes como as microesferas expandidas que são adicionadas às rolhas técnicas.

Com este projeto pretende-se identificar a origem dessa contaminação, as substâncias que a originam, a sua concentração, a possível toxicidade, etc., assim como, propor diferentes estratégias para combatê-la.

Tratamentos de nova geração: rolha 100 %

  • Patentes: Em processo

Uma das dificuldades nas quais a descontaminação da rolha tropeça é o facto de a distribuição dos contaminantes na estrutura da cortiça não ser uniforme, de tal forma que algumas rolhas podem estar totalmente livres de TCA e outras altamente contaminadas.

Isto obriga a usar tratamentos enérgicos e/ou prolongados, desnecessários para a maioria das rolhas mas imprescindíveis, se se quiser ter um certo grau de garantia na descontaminação de todas as rolhas. A alternativa de analisar rolha a rolha ainda que tecnicamente seja possível, é economicamente inviável. Por isso, encontrar um procedimento que proporcione rolhas garantidas a 100 % é um objetivo muito importante e ambicioso para os investigadores da Tratacork, que se propuseram realizar neste projeto.

Ante o fracasso das estratégias tradicionais para dar resposta a este problema, a Tratacork chegou à convicção de que a solução só pode vir da reformulação do problema a partir de uma perspetiva totalmente nova. Sobre essa ideia, aproveitando os conhecimentos científicos mais recentes relativos à contaminação de superfícies e a nanociência, e usando tratamentos e tecnologias de última geração, o projeto está a conseguir avançar na consecução desse objetivo.

Os primeiros resultados são já suficientemente importantes para se ter procedido à solicitação da sua proteção sob patente e estão a converter este projeto num dos mais prometedores.

Fruto de toda esta atividade investigadora a Tratacork juntamente com a Universidade de Salamanca é proprietária de várias patentes nacionais e internacionais e acumula um importante know-how no tratamento, limpeza e descontaminação da cortiça.

Investigação

Na TRATACORK, trabalhamos no desenvolvimento de soluções e serviços tecnológicos inovadores, encaminhados para conseguir a mais alta qualidade das rolhas.

Para isso a TRATACORK coloca à disposição dos fabricantes de rolhas a tecnologia TD-V que elimina o risco de contaminação por TCA e outros contaminantes, ao mesmo tempo que garante uma total neutralidade do ponto de vista sensorial da rolha.

Tecnologia

A TRATACORK, desenha e constrói sob licença as instalações para o tratamento do grão, rolhas e discos, de acordo com as necessidades e especificações de cada cliente.

Ao mesmo tempo proporciona o suporte técnico e os protocolos de ação para otimizar a eliminação do TCA nos diferentes tipos de rolhas e graus de contaminação. Além disso oferece formação sobre a tecnologia TD-V e o manuseamento das instalações.

Desenvolvimento de soluções

Como empresa de consulting e de I+D+i, a TRATACORK está em condições de resolver os problemas que surjam nestas empresas associados à fabricação e à qualidade da rolha, e a procurar as melhores soluções.

Ao seu serviço

Por outro lado, as empresas interessadas em melhorar a qualidade das suas rolhas, mas por causa do seu tamanho ou porque não desejam adquirir a tecnologia, a TRATACORK oferece-lhes a possibilidade de prestar-lhes o serviço de limpeza das suas rolhas.

Descubra o futuro

A neutralidade organolética da rolha natural e técnica, sem alterar as propriedades da cortiça

Contacte-nos